Category: Espaço Você Repórter

Rio de sujeira

A grande quantidade de lixo que é lançado frequentemente dentro do rio que fica na Rua General Vóssio Brigido, na Praça Seca.

Permanência de vans nos pontos atrapalha a parada de ônibus na Taquara

Se o trânsito na Taquara já é ruim, ele pode ficar ainda pior com a bagunça que as vans fazem na Rua Apiacás, altura do número 334, onde existe um ponto de ônibus e vans que, por ficar em um local bem movimentado do principal centro comercial de Jacarepaguá, é comum a parada dos coletivos.

Logo, a parada deveria ser apenas para o embarque e desembarque de passageiros, mas não é isso o que acontece. As vans permanecem estáticas e de portas abertas aguardando passageiros que venham a surgir e assim atrapalham as paradas dos demais coletivos que são obrigados a fazer o embarque e desembarque de passageiros no meio da pista, distante do ponto ou simplesmente seguirem direto.

A rotina da baderna é diária e, por mais que atrapalhe as pessoas e ajude a causar congestionamentos, nada de eficaz é feito para sanar o problema, que não se limita apenas aos pontos de ônibus, mas também nas proximidades do semáforo localizado na esquina da via com a movimentada Estrada do Tindiba.

Destruidores do patrimônio público

Ao ingressar na estação de BRT Aracy Cabral para aguardar o ônibus articulado no sentido Madureira, me deparei com uma cena lastimável. A porta de vidro da estação estava toda rachada e com um rombo, aparentemente gerado por arremesso de pedra. Não sei o que têm na cabeça pessoas que destroem um bem público, colocando a segurança da população em risco e gerando gastos em manutenção que sairá do bolso de quem paga a passagem, tendo em vista que muitos dos que fazem esse tipo de coisa entram de graça nas estações pelas portas laterais.

Risco em frente ao Cardoso Fontes

Tive total dificuldade para atravessar a rua (pistas) em frente ao Hospital Federal Cardoso Fontes. É inadmissível a inexistência de uma passarela em um local como esse. Que tem pessoas com dificuldade para atravessar por ser um hospital e com pistas para trânsito expresso por onde trafegam ônibus, carros e demais veículos em alta velocidade.

Rosilane Martins

Ônibus ou sauna?

No mês passado viajei em dois ônibus da linha 306 (Praça Seca X Castelo) que estavam com problemas nos ares-condicionados. Os veículos com numeração C47488 e C47658 possuem janelas sem a possibilidade de abertura e, com o calor de 40°C nas ruas somado a respiração de várias pessoas no interior dos ônibus, ficava praticamente insuportável estar lá dentro. Infelizmente esse é um problema que ocorre em várias linhas, inclusive nos BRTs.

Desrespeito ao pedestre

Os transeuntes da Rua Iriquitiá, na Taquara, tiveram que andar pela pista da referida via no dia 19 de janeiro. Isso porque vários sacos de lixo foram jogados na calçada de qualquer jeito, próximo a um poste, ocupando todo o espaço do pedestre. Fico pensando: será que as pessoas não têm a mínima consideração pelo próximo, a ponto de refletir por onde passarão os outros antes de sair jogando o lixo dessa forma?

 

Leandro Nardoni

Mato alto na Freguesia

Lixo e mato alto no rio, acompanhados de um mau cheiro insuportável é o cenário que pode ser facilmente contemplado da ponte localizada na Passarela da Freguesia.  O local precisa urgentemente de uma limpeza total.

Jorge Duarte

Bandalha em engarrafamentos

Engarrafamento é algo que causa transtornos tanto a motoristas, quanto a pedestres, tendo em vista que, para se verem livres do “trânsito parado”, alguns condutores optam por trafegar sobre as calçadas. O desrespeito é tamanho que são instalados fradinhos para preservar o espaço destinado aos transeuntes, porém infelizmente eles não conseguem impedir a passagem de motos, que mesmo sem engarrafamentos são conduzidas pelas calçadas.

Panfletagem eleitoral nos acessos ao BRT

A passarela e rampas de acesso à estação de BRT da Taquara está repleta de entregadores de panfletos de candidatos às eleições. As pessoas pegam o material distribuído e descartam no chão, inclusive dentro da estação. O piso da mesma é de granito e o material fica escorregadio no piso. Ontem pisei em um desses panfletos no interior da estação e meu pé deslizou, graças a Deus não caí. Definitivamente falta fiscalização nesta estação, que já é repleta de camelôs diariamente em seus acessos.

Descaso na Curicica

Os moradores da Curicica continuam sofrendo com ruas esburacadas, lixo, poeira, ônibus e caminhões passando em ruas que não tem nenhum  preparo  para esse tipo de tráfego.

Sem contar com o rio Pavuninha, que mesmo com as obras da Transolímpica em suas proximidades, continua totalmente assoreado e, agora também, com entulho das obras.  Bastam vinte minutos de chuva forte para que haja o transbordamento do rio, que pode ser considerado como um ex-rio, pois virou uma enorme vala negra.

Celina Duarte.