Category: Destaque

Cedae se compromete a tratar esgoto

A Cedae assinou no mês passado um contrato referente ao projeto orçado em R$ 75 milhões, que visa atingir a marca de 100% de esgoto tratado na Barra da Tijuca até 2016. Com recurso proveniente do Governo do Estado, o novo projeto de esgotamento sanitário atenderá às regiões da Barra e Jacarepaguá.

Alerta máximo para as calçadas

A má conservação e o uso indevido do espaço público é uma das dificuldades encontradas pelos moradores da região.
A falta de manutenção e conservação das calçadas é uma situação antiga e que tem se agravado cada vez mais em Jacarepaguá.
A região vem apresentando um grave problema com relação à situação das calçadas. Como se não bastassem os lixos e entulhos abandonados nesses espaços, que são públicos, a população ainda precisa se desviar de buracos, obstáculos, gelos-baianos, ferros, canteiros inadequados e carros.
Alguns moradores não tomam a iniciativa de limpar as suas calçadas e esperam a prefeitura fazer o trabalho. Os problemas não param por aí, pois determinados estabelecimentos comerciais utilizam as calçadas para exibirem seus produtos e acomodarem seus clientes em cadeiras e bancos. Os pedestres são obrigados a passar por dentro das “extensões” dos estabelecimentos comerciais que se expandiram ilegalmente para o espaço público ou pelo meio da rua.
A acessibilidade é arregimentada como direito de todos os cidadãos e que deve alcançar toda a sociedade, beneficiando pessoas com deficiências, mães com carrinhos de bebê etc. A implantação e execução de medidas simples, que facilitam o trânsito de pedestres e permitem segurança, contempla algo importante a qualquer indivíduo: o direito de ir e vir. É essencial que haja uma consciência da parte de todos de que é um direito do pedestre ter seu espaço livre e em boas condições de conservação. É o que garante o Decreto de n.° 29.881, de 18 de setembro de 2008, Artigo 1º, Livro II, Regulamento nº 5.

Notícia D

texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto.

texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto.texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto.