Alerta máximo para as calçadas

A má conservação e o uso indevido do espaço público é uma das dificuldades encontradas pelos moradores da região.
A falta de manutenção e conservação das calçadas é uma situação antiga e que tem se agravado cada vez mais em Jacarepaguá.
A região vem apresentando um grave problema com relação à situação das calçadas. Como se não bastassem os lixos e entulhos abandonados nesses espaços, que são públicos, a população ainda precisa se desviar de buracos, obstáculos, gelos-baianos, ferros, canteiros inadequados e carros.
Alguns moradores não tomam a iniciativa de limpar as suas calçadas e esperam a prefeitura fazer o trabalho. Os problemas não param por aí, pois determinados estabelecimentos comerciais utilizam as calçadas para exibirem seus produtos e acomodarem seus clientes em cadeiras e bancos. Os pedestres são obrigados a passar por dentro das “extensões” dos estabelecimentos comerciais que se expandiram ilegalmente para o espaço público ou pelo meio da rua.
A acessibilidade é arregimentada como direito de todos os cidadãos e que deve alcançar toda a sociedade, beneficiando pessoas com deficiências, mães com carrinhos de bebê etc. A implantação e execução de medidas simples, que facilitam o trânsito de pedestres e permitem segurança, contempla algo importante a qualquer indivíduo: o direito de ir e vir. É essencial que haja uma consciência da parte de todos de que é um direito do pedestre ter seu espaço livre e em boas condições de conservação. É o que garante o Decreto de n.° 29.881, de 18 de setembro de 2008, Artigo 1º, Livro II, Regulamento nº 5.

Seja Sociável, Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>