Destaque

Estado do Rio é líder em risco de deslizamentos

O período de chuvas fortes começou e um estudo divulgado no mês passado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que o Rio de Janeiro lidera o ranking de risco de deslizamentos no País.

Mais da metade da área do estado do possui suscetibilidade a deslizamentos classificada como muito alta. Segundo a pesquisa, 53,9% do território fluminense estão no nível máximo de risco. Outros 19,9% estão classificados como alta suscetibilidade, a segunda faixa mais elevada.

O estado é o líder absoluto entre as unidades da federação em termos de áreas com maior suscetibilidade, seguido pelo Espírito Santo. De acordo com o IBGE, o fato de o sudeste abrigar áreas serranas e planálticas situadas em terrenos geológicos de grande mobilidade o deixa sob risco maior. Além dos fatores naturais, a dinâmica de uso e ocupação da terra, muitas vezes desordenada, potencializa a incidência de deslizamentos e agrava os seus impactos.

O estudo, feito sobre grade estatística, levou em consideração seis aspectos: geologia, geomorfologia, pedologia, declividade, pluviosidade e cobertura e uso da terra e vegetação. Sendo a declividade (inclinação da superfície em relação à horizontal) o critério que mais contribuiu para a suscetibilidade a deslizamentos. Enquanto a pluviosidade (volume de chuvas) é o que menos interfere nos riscos.

 

Saiba quais são as áreas mais suscetíveis a deslizamentos:

– Em antigos deslizamentos;

– Nas encostas íngremes (45º ou mais) ou na base delas;

– Na base ou no topo de uma encosta aterrada ou de um corte;

– No caminho por onde passam as águas das chuvas;

– Em pedreiras desativadas;

– Encostas desmatadas e com construções irregulares.

 

Sinais de deslizamentos:

Geralmente, os grandes deslizamentos são acompanhados por um som trovejante que aumenta à medida que se aproxima. Além disso, o terreno se inclina e começa a se mover. Após chuvas fortes e prolongadas é quase certo haver enxurradas. Se perceber que isso ocorrerá, as dicas são:

– Abandone o imóvel onde está e vá para lugar seguro, retornando somente após o perigo acabar;

– Se estiver dentro de casa durante um deslizamento, não tente sair! Abrigue-se embaixo de uma mesa ou de outro móvel resistente;

– Caso esteja ao ar livre, tente entrar em um prédio resistente, se não, enrole o corpo como uma bola e proteja a cabeça. Se estiver com uma criança, enrole-se à volta dela;

– Se ouvir um barulho de uma enxurrada descendo o morro, tente sair do caminho dela, subindo até as partes mais altas. Caso não consiga, agarre-se em uma árvore ou em um rochedo.

Para saber mais sobre deslizamentos em sua área, ligue para a Defesa Civil 199.

Comment here